<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6432744\x26blogName\x3dANTES+DE+TEMPO\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/\x26vt\x3d685797521404101269', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sexta-feira, 13 de maio de 2005

 
Algumas vezes tem acontecido que estando a amiga... (s/ título)


Foto de Dario Rial


Algumas vezes tem acontecido que estando a amiga
De repente calma, e eu em sua companhia
Por causa de um céu azul, ou de um azul de nostalgia
Ela me prende e me beija e me acarinha, e eu perdido por aquela
Suavidade, sinto-me criança e peço-lhe para assistir ao banho dela.

E algumas vezes tem acontecido que ela acede, a face quieta
De se sentir amada além da poesia pelo poeta
E me leva pela mão vagamente emocionada, me leva
Lá onde eu sou, vagamente emocionado, e a vejo se despir na treva.

Desde então tudo passa a ser submersão
E risos breves, borbulhos tépidos da água que a enxágua.


Vinicius de Moraes in Poesia completa e prosa: "Poesias coligidas"



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?