<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6432744\x26blogName\x3dANTES+DE+TEMPO\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/\x26vt\x3d685797521404101269', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sexta-feira, 26 de março de 2004

 
Euclides, Oitavo Teorema, Optica, pag.164: «Quando colocados a distâncias diferentes, dois objectos não são vistos de acordo com a proporção entre as suas distâncias.»
A prova desta proposição está na demonstração de que a diferença entre as distâncias é superior à que existe entre os ângulos.

Curiosa a forma como, na Antiguidade, a imagem bidimensional, no plano, é tratada. Vitrúvio fala de scenographia como o método de representação perspética dos edifícios numa superfície plana, tanto com objectivos arquitectónicos como teóricos. Vitrúvio distingue, aliás, três termos, a saber: ichonographia, que é a representação de um edifício num plano; orthographia, que é o alçado do edifício; scenographia, que é a sua representação perspética. E, em relação a isto, Panofsky faz um comentário formidável: “Segundo esse texto (Vitrúvio, Cenografia), (...) o arquitecto, esforçando-se por chegar à «pros opsin euruthmia» (proporção de acordo com a impressão visual), ou seja, a forma agradável enquanto impressão subjectiva, deverá debruçar-se sobre os enganos do olhar.”



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?