<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6432744\x26blogName\x3dANTES+DE+TEMPO\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/\x26vt\x3d685797521404101269', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

terça-feira, 1 de novembro de 2005

 
Portugal, trespassa-se...

Hoje, no jornal das 9 na SIC Notícias, João Soares versus Manuel Monteiro. Não gosto de escrever sobre política. Este blog é essencialmente cultural. Mas a cultura, às vezes tem que reflectir sobre estas coisas: nunca gostei de Manuel Monteiro. Sempre me pareceu um Francisco Louçã às avessas mas, substâncialmente, igual: calvinista, moralista, messiânico. Do outro lado da mesa, um João Soares defensor do pai. Como, religiosamente, não poderia deixar de ser. O pai defende o filho, apelando ilegalmente ao voto em pleno dia de eleições (por acaso, alguém soube o que se passou ou passa com a advertência feita pela Comissão Nacional de Eleições?), o filho defende o pai, publicamente declarando que é o único presidente possível para Portugal. Pai, Filho, ausência de Espírito Santo. Ou talvez não. O Espírito Santo estará, porventura, no Largo do Rato.
Senhores de Corlleone, porquê fazer estagiar os vossos rapazes em Mahattan ou Singapura? Aqui no Largo do Rato aprenderão rapidamente, e com custos muito mais em conta, os mecânismos dos "tentáculos", a coberto de uma imagem burguesa de boa educação e postura credível, esquecendo os pequenos icebergs provincianos que vêm dos lados de Felgueiras mas que o Espírito Santo do Largo do Rato se encarregará de descartar, abafar ou converter ao bom bom senso burguês e cosmopolita.



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?