<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6432744\x26blogName\x3dANTES+DE+TEMPO\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://antesdetempo.blogspot.com/\x26vt\x3d685797521404101269', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sexta-feira, 23 de junho de 2006

 
Meret Oppenheim



O Kunstmuseum de Berna apresenta, até 8 de Outubro, An Enormously Tiny Bit of a Lot, primeira grande retrospectiva da artista. Meret Oppenheim (1913 – 1985), foi uma das artistas mais importantes da arte suíça do século XX. No princípio dos anos 30 foi de Basileia para Paris onde se integrou nos grupos de vanguarda da época, tendo sido fotografada por Man Ray, o que contribuíu decisivamente para a aura e o mito criados à volta da sua personalidade. Meret Oppenheim começou por criar objectos, no âmbito de uma concepção dadaísta e surrealista, sempre com grande apoio de André Breton. Trabalhou com desenho, pintura, assemblages e escultura. Muitas das suas obras desafiam qualquer classificação formal mas expressam bem as suas opções filosóficas e literárias.



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?